Templates da Lua

Créditos

Templates da Lua - templates para blogs
Essa página é hospedada no Blogger. A sua não é?

'

Medo de me lançar ao mundo?Não,eu nunca tive.

quinta-feira, 23 de setembro de 2010

eu ainda estou viva.pelo menos eu acho




Hello pessoas,eu ainda estou viva sim,mesmo depois de mais de 15 dias sem vir aqui.Tava sem tempo e sem saco.Ok,eu continuo sem tempo,mas escrever no meu blog definitivamente é bem mais divertido que estudar.
Esses dias tem sido bem corridos,mal entro na net agora,meus pais tem até reclamado disso,quem diria não?hahaha
esse ultimo sábado foi niver da Vicky,minha amiga argentina,fomos pra casa dela comemorar e de lá fomos pra uma festa,até que foi bem divertido,o fods foi a volta,não passava um taxi e tivemos que caminhar muuuuuuuuito mesmo pra conseguir pegar um.
A primavera chegou!Finalmente,mas ainda tem uns dias de frio como hoje..15 graus é frio sim,e eu odeio!
andei pensando em postar em espanhol...hahaha...mas só agora lembrei e já começei o post em portugues assim que..fica pra proxima.
eu mal posso acreditar que falta pouco mais de duas semanas pro meu aniversário..passou rápido demais pro meu gosto.Não quero fazer 18!!!
As coisas por aqui continuam na mesma.Ah,fora que eu já decidi que ano que vem vou sair daqui da pensão e procurar um ap pra mim,resta saber com quem eu vou dividir neh..
Sem muitas coisas pra falar..fica ai mais um dos meus textos.

As coisas que antes lhe atraiam hoje em dia lhe parecem ridículas.
As coisas que ela defendia com tanta convicção agora já não lhe parecem merecer
tanto empenho ao tentar convencer os outros delas. Na vida, se descarta as
coisas numa velocidade impressionante, quando você menos percebe o caminhão de
lixo está levando as suas coisas favoritas de ontem, e você tem tantas outras
coisas favoritas que deixa que ele vá, elas não lhe farão falta agora, talvez
um dia você ache até melhor não as ter por perto por que sabe o quão ridículo
se sentiria se as visse mais uma vez e visse como era e pensava, ou talvez
você quisesse ver-las mais uma vez apenas para recordar de como foi o caminho
até aqui, de como você se construiu e quantas vezes ruiu durante todo esse
tempo, durante toda essa vida.

Um comentário:

Raíssa Santos disse...

Olhar para trás é bom. Podemos aprender muito, pelo menos eu acho. E ainda preso que devemos recordar de TUDO, para assim termos uma vida maravilhosa.
Saudades daqui,
beijos